Caixa do Autor


Discuta o seu projeto

Sobre Nós

Somos o parceiro Microsoft Gold com presença nos Estados Unidos e na Índia. Somos um provedor de serviços de TI dinâmico e profissional que atende empresas e startups, ajudando-as a enfrentar os desafios da economia global. Oferecemos serviços na área de Consultoria e implementação de CRM, Desenvolvimento de aplicações, Desenvolvimento de aplicações mobile, Desenvolvimento Web e Desenvolvimento Offshore.

como criar um aplicativo móvel seguro

Principais dicas para criar aplicativos móveis seguros

By Subodh Dharmwan / 18 de julho de 2022

21 de dezembro de 2023
Principais dicas para criar aplicativos móveis seguros

A desenvolvimento de aplicativos móveis hoje está em alta. Negócios globais e as organizações estão adotando essa tecnologia para melhorar as comunicações com os clientes e aumentar a produtividade dos funcionários. Hoje, esses aplicativos móveis são um requisito para qualquer negócio. Mesmo as empresas que no passado nunca usavam aplicativos agora estão entrando nesse mercado.

Mais importante ainda, os aplicativos de smartphone agora são parte integrante da vida de todos e são usados ​​até mesmo para transmitir informações críticas. O bom é que aplicativos móveis preencheram muitos aspectos de nossas vidas com facilidade e conveniência. E o ruim é que, à medida que os aplicativos móveis se tornam mais populares, eles se tornam mais vulneráveis ​​aos hackers. 

Agora, como aplicativos móveis ganhar popularidade e demanda por desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis aumenta, esses aplicativos se tornam mais vulneráveis ​​a possíveis ataques. Muitos ataques foram direcionados a alguns dos aplicativos mais usados ​​atualmente, que realizam transações financeiras, carregam dados confidenciais e vinculam informações pessoais.

então, segurança de aplicativo móvel precisa vir em primeiro lugar ao lançar um novo aplicativo no mundo dos aplicativos móveis, onde hackers, vazamentos de dados e criminalidade são mais comuns do que nunca.

Atualmente, os aplicativos são capazes de realizar uma ampla gama de tarefas, incluindo a realização de transações financeiras e o upload de informações de saúde privadas. Assim, os dados pessoais são cada vez mais vulneráveis ​​a uso indevido e roubo. 

Para salvaguardar estes aplicativos móveis enquanto desfruta de seus benefícios notáveis, agora descreveremos os riscos de segurança e a lista de verificação de segurança de aplicativos móveis, para os desenvolvedores de aplicativos consultarem ao construí-los. 

Quais são os riscos de segurança associados a aplicativos móveis?

A segurança de aplicativos móveis é mais prevalente do que você poderia ter imaginado. Vamos falar sobre alguns comuns segurança da aplicação ameaças e segurança de aplicativo móvel vulnerabilidades das quais você precisa estar ciente. 

1) Spywares e Malwares

Os dispositivos móveis geralmente são configurados para permitir apenas a instalação de aplicativos de lojas de aplicativos autorizadas (por exemplo, Google Play ou Apple Store).

Os Androids são compatíveis com lojas de aplicativos de terceiros além do iOS. Então, Desenvolvedores Android precisam estar cientes disso, mais do que os desenvolvedores iOS.

Depois que o software malicioso é baixado e instalado, ele pode comprometer todos os outros aplicativos no dispositivo do usuário, incluindo aqueles que foram baixados de fontes confiáveis. 

2) Vazamento de dados

Porque a maioria de aplicativos móveis tem o mínimo ou nenhum proteção de segurança do aplicativo, eles frequentemente resultam em perda de dados não intencional.

Na maioria das vezes, quando um usuário baixa um aplicativo, ele também permite que ele acesse outros dados no dispositivo. Esses programas de malware móvel transportam dados confidenciais em redes corporativas sem serem detectados, utilizando códigos de distribuição nativos encontrados em sistemas operacionais móveis amplamente usados, como iOS e Android. 

3) Software ou sistema operacional obsoleto

Segurança para celulares pode ser comprometido se você não mantiver todo o seu software e sistemas operacionais atualizado. O software mais antigo não consegue identificar e interromper os ataques cibernéticos mais recentes, pois malware, ransomware e outras ameaças se tornam cada vez mais progressivas.

Portanto, você deve manter seu software atualizado, pois os patches de segurança geralmente são incluídos em muitas atualizações de software. Isso é válido para software móvel, dispositivos móveis e segurança móvel. 

4) Senhas comprometidas ou fracas 

As senhas são atualmente um problema significativo em nossa sociedade. As pessoas apenas replicam as mesmas senhas em várias contas, sejam contas pessoais ou profissionais.

A razão para isso é que existem muitas ferramentas, contas e assinaturas diferentes que exigem uma senha. Infelizmente, as senhas que as pessoas usam repetidamente também são inseguras.

Portanto, se uma conta for comprometida, os hackers também poderão ter controle livre sobre outras contas. 

Além disso, leia: Os melhores aplicativos de varejo que ajudaram as empresas a prosperar durante o bloqueio

5) Wi-Fi público inseguro

Quando os pontos de acesso Wi-Fi estão acessíveis, ninguém quer usar todos os seus dados celulares. E é impossível determinar qualquer rede Wi-Fi pública, quem configurou a rede, como (ou se) está criptografada ou quem está acessando ou monitorando ativamente, então as redes Wi-Fi públicas são geralmente menos seguras do que as redes privadas.

Sua empresa pode estar em perigo devido às redes Wi-Fi públicas que seus funcionários usam para acessar seus servidores (por exemplo, de cafeterias ou cafés). Além disso, você nunca deve usá-lo para acessar serviços privados ou confidenciais, como dados bancários ou de cartão de crédito. 

6) Ataques de Phishing e Smishing 

Dispositivos móveis são alvo de muitos ataques de phishing, uma vez que estão constantemente ativados. Devido aos tamanhos de tela mais baixos, os programas de e-mail em dispositivos móveis exibem menos informações, tornando os clientes mais vulneráveis. Além disso, os usuários móveis correm mais riscos porque frequentemente ficam de olho em seus e-mails em tempo real, lendo e abrindo e-mails assim que chegam. 

Outro ataque frequente é chamado de "smishing, que concentra o ataque em mensagens de texto, um aspecto frequentemente negligenciado da segurança cibernética organizacional. O invasor envia ao telefone da vítima uma mensagem de texto que a convence a clicar em um link dentro da mensagem. 

7) Engenharia Reversa 

Os invasores também podem atacar usando engenharia reversa, entendendo como um aplicativo móvel funciona. Muitos aplicativos são vulneráveis ​​ao risco real de engenharia reversa devido à natureza da programação.

Um invasor pode encontrar maneiras mais eficazes de atacar seu aplicativo se puder ler seu código.

Usando engenharia reversa, os invasores podem alterar o código-fonte, revelar os algoritmos de criptografia em uso e muito mais.

Portanto, o código escrito para seu aplicativo móvel representa um sério risco de segurança e pode ser usado contra você, se não for devidamente protegido.

8) Dispositivos roubados ou perdidos 

A perda ou roubo potencial de dispositivos móveis é outro risco sério. Para obter acesso a dados confidenciais armazenados em um dispositivo móvel, uma pessoa com acesso físico ao dispositivo pode tentar passar pela tela de bloqueio.

Dispositivos perdidos e roubados representam um risco crescente para seus negócios, pois mais pessoas acessam seus sistemas remotamente de espaços abertos, como cafés e cafeterias, usando uma variedade de dispositivos diferentes. 

Além disso, leia: 11 razões para criar um aplicativo móvel para sua loja online – e como começar?

Como garantir a segurança dos aplicativos móveis?

Atualmente, onde os funcionários geralmente combinam seus negócios e interesses pessoais em um único dispositivo, os problemas de segurança de aplicativos móveis são mais importantes.

É responsabilidade de um desenvolvedor de aplicativos garantir que qualquer aplicativo móvel que ele crie não comprometa a segurança de seus usuários.

Aqui estão dez práticas recomendadas de segurança de aplicativos móveis que ajudarão você a criar aplicativos seguros e à prova de hackers, além de garantir a segurança de seus usuários e a legitimidade de seu aplicativo. 

1) Criptografia de Dados e Código Fonte

Sempre que os dados são transferidos por meio do seu aplicativo, eles sempre devem ser criptografados. Essa estratégia específica ajuda a prevenir o roubo de dados. Portanto, nenhum invasor poderia abusar dele.

Esses tipos de ameaças podem prejudicar a reputação da sua empresa. Os desenvolvedores de aplicativos precisam garantir que seus programas sejam seguros o suficiente para evitar tentativas de hackers e engenharia reversa.

A melhor abordagem para proteger seu aplicativo desses ataques é criptografar o código-fonte, o que o torna ilegível. 

2) Autenticação forte de alto nível 

As autenticações fracas são o erro mais comum cometido ao projetar aplicativos que levam a violações de segurança. Os aplicativos devem ser desenvolvidos de forma que apenas senhas alfanuméricas fortes sejam aceitas.

Para garantir o uso seguro, os aplicativos confidenciais devem ser protegidos com autenticação multifator que precisa de autenticação biométrica, como impressões digitais. A abordagem recomendada para evitar violações de segurança seria incentivar os usuários a confirmar a autenticação. 

3) Uso de Técnicas de Criptografia Atualizadas 

Há casos em que até mesmo os algoritmos criptográficos mais populares, como MD5 e SHA1, muitas vezes não correspondem aos padrões de segurança crescentes.

Para atender às suas mais altas necessidades de segurança, é aconselhável empregar as técnicas de criptografia mais confiáveis, como SHA-256 e criptografia 256-bit.

Para garantir proteção impenetrável, você também deve realizar testes de penetração manuais e modelagem de ameaças em seus aplicativos antes que eles entrem no ar. 

4) Conexões de rede seguras 

Certifique-se de que o aplicativo tenha medidas de segurança para impedir o acesso não autorizado e proteger os dados se o aplicativo usar algum servidor ou servidor em nuvem.

As ameaças à segurança devem ser revisadas e examinadas quanto às APIs e aos servidores que as acessam. Para proteger o caminho de comunicação entre um servidor e um usuário, você pode usar SSL, TLS, VPN ou HTTPS. 

Além disso, leia: Desenvolvimento nativo de aplicativos móveis: prós, contras, alternativas e otimização de custos

5) Minimizar permissões 

Você deve sempre evitar dar ao seu aplicativo muitas permissões, que nem são necessárias em todos os aplicativos. A solicitação de acesso à câmera só deve ser feita se for necessário.

Pergunta ao teu aplicação móvel para permissão se usar contatos. Lembre-se de que cada permissão solicitada pelo seu aplicativo é outra conexão que pode estar vulnerável. 

6) Fique alerta com tecnologias de detecção de adulteração e bibliotecas de terceiros 

Você pode ativar as notificações usando determinados métodos quando um código nocivo é inserido. Você precisa garantir que o código pare de funcionar se for alterado usando a técnica de detecção de temperamento.

E você também deve implantar repositórios internos estruturados e empregar controles de política para proteger seu sistema contra problemas de segurança inadvertidos e vulnerabilidades de bibliotecas. 

9) Pratique Testes Repetidos - Controle de Qualidade e Verificação de Segurança  

A segurança do seu aplicativo passa por um processo contínuo e sem fim. Quando surgem novas ameaças, você deve criar soluções inovadoras para garantir o mais alto nível de segurança cibernética. Revise o código constantemente para encontrar falhas de segurança e corrija-as antes de disponibilizá-las ao público.

Encontrar brechas no sistema é uma necessidade vital. Porque essas vulnerabilidades podem se transformar em perigos reais que fornecem acesso a dados e funcionalidades importantes de aplicativos móveis. 

10) Crie um plano de backup e restauração 

A tecnologia está se desenvolvendo rapidamente e os invasores estão criando maneiras inteligentes e inteligentes de comprometer aplicativos móveis e roubar dados críticos do usuário.

Você precisa proteger seus aplicativos dos efeitos graves de uma violação bem-sucedida com um plano de backup e restauração. Se algo der errado, você ainda poderá acessar os arquivos que foram recuperados do backup.

Portanto, é altamente recomendável que os desenvolvedores forneçam aos usuários a opção de backups de dados mais frequentes e armazenamento secundário. 

Além disso, leia: Principais ideias de marketing de aplicativos para dispositivos móveis para levar sua empresa ao próximo nível

Conclusão

Quando se trata das melhores práticas de segurança de aplicativos, há, sem dúvida, muitos pontos de vista e perspectivas diferentes entre os profissionais de segurança.

Para tornar-se um alvo mais difícil de explorar, sempre vale a pena estar melhor protegido do que a concorrência e fazer todos os esforços para reduzir o número de erros em seus aplicativos.

Essas são apenas algumas das muitas outras coisas que você pode fazer para proteger seu aplicativo móvel contra ataques. Seus usuários e a reputação de seu aplicativo móvel estarão protegidos se a segurança for garantida em todas as fases do desenvolvimento. 

Se você deseja evitar ataques de hackers mal-intencionados em seus negócios e reputação, siga estas dez melhores práticas de segurança. Além disso, você deve criptografar os dados em seus bancos de dados para mantê-los seguros.

Dessa forma, mesmo que os hackers tenham acesso a ele, eles não poderão utilizá-lo de forma alguma. 

Além disso, leia: Laravel Web App em Mobile App – Principais Cenários de Transformação

FAQs (perguntas frequentes)

1) O que é segurança de aplicativos? 

A segurança do aplicativo é o processo de encontrar e corrigir vulnerabilidades no nível do aplicativo. Diferentes métodos e abordagens são usados ​​para melhorar a segurança geral do aplicativo.

2) Quais são as vulnerabilidades de segurança mais comuns em aplicativos da web? 

Os métodos mais comuns para hackers acessarem seu aplicativo online são os seguintes: 
> Problemas de autenticação. 
> Dados sensíveis expostos. 
> Falta controle de acesso no nível de função. 
> Um erro de configuração de segurança. 
> Referências diretas de objetos que não são seguras. 
> Usando componentes de terceiros vulneráveis. 
> Encaminhamentos e redirecionamentos não verificados. 

3) Como podemos defender aplicativos da web contra ataques de hackers? 

A segurança de um aplicativo da Web precisa ser abordada antes mesmo de iniciar o processo de desenvolvimento. Sua estratégia de segurança de aplicativos da Web precisa ser bem planejada usando as melhores técnicas de segurança, como criptografia de dados e autenticação multifator.
Você deve realizar verificações de segurança contínuas durante todo o processo de desenvolvimento. Além disso, depois que seu aplicativo da Web estiver ativo, você deverá continuar realizando testes de segurança regulares.  

4) Quais são as principais técnicas usadas nos testes de segurança de aplicativos? 

Não há procedimento ou ferramenta de teste que elimine todos os riscos de segurança. Portanto, as equipes precisam usar uma variedade de técnicas, como testes interativos de segurança de aplicativos (IAST), ferramentas de teste de análise de composição de software (SCA), testes dinâmicos de segurança de aplicativos (DAST) e ferramentas de teste de segurança de aplicativos estáticos (SAST). Todas essas ferramentas e técnicas oferecem melhor segurança e proteção. 

[sc name = "Mobile App Development"] [add_newsletter] [add_related_page_diff_contents blog_cat = "mobile-development"]

A desenvolvimento de aplicativos móveis hoje está em alta. Negócios globais e as organizações estão adotando essa tecnologia para melhorar as comunicações com os clientes e aumentar a produtividade dos funcionários. Hoje, esses aplicativos móveis são um requisito para qualquer negócio. Mesmo as empresas que no passado nunca usavam aplicativos agora estão entrando nesse mercado.

Mais importante ainda, os aplicativos de smartphone agora são parte integrante da vida de todos e são usados ​​até mesmo para transmitir informações críticas. O bom é que aplicativos móveis preencheram muitos aspectos de nossas vidas com facilidade e conveniência. E o ruim é que, à medida que os aplicativos móveis se tornam mais populares, eles se tornam mais vulneráveis ​​aos hackers. 

Agora, como aplicativos móveis ganhar popularidade e demanda por desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis aumenta, esses aplicativos se tornam mais vulneráveis ​​a possíveis ataques. Muitos ataques foram direcionados a alguns dos aplicativos mais usados ​​atualmente, que realizam transações financeiras, carregam dados confidenciais e vinculam informações pessoais.

então, segurança de aplicativo móvel precisa vir em primeiro lugar ao lançar um novo aplicativo no mundo dos aplicativos móveis, onde hackers, vazamentos de dados e criminalidade são mais comuns do que nunca.

Atualmente, os aplicativos são capazes de realizar uma ampla gama de tarefas, incluindo a realização de transações financeiras e o upload de informações de saúde privadas. Assim, os dados pessoais são cada vez mais vulneráveis ​​a uso indevido e roubo. 

Para salvaguardar estes aplicativos móveis enquanto desfruta de seus benefícios notáveis, agora descreveremos os riscos de segurança e a lista de verificação de segurança de aplicativos móveis, para os desenvolvedores de aplicativos consultarem ao construí-los. 

Quais são os riscos de segurança associados a aplicativos móveis?

A segurança de aplicativos móveis é mais prevalente do que você poderia ter imaginado. Vamos falar sobre alguns comuns segurança da aplicação ameaças e segurança de aplicativo móvel vulnerabilidades das quais você precisa estar ciente. 

1) Spywares e Malwares

Os dispositivos móveis geralmente são configurados para permitir apenas a instalação de aplicativos de lojas de aplicativos autorizadas (por exemplo, Google Play ou Apple Store).

Os Androids são compatíveis com lojas de aplicativos de terceiros além do iOS. Então, Desenvolvedores Android precisam estar cientes disso, mais do que os desenvolvedores iOS.

Depois que o software malicioso é baixado e instalado, ele pode comprometer todos os outros aplicativos no dispositivo do usuário, incluindo aqueles que foram baixados de fontes confiáveis. 

2) Vazamento de dados

Porque a maioria de aplicativos móveis tem o mínimo ou nenhum proteção de segurança do aplicativo, eles frequentemente resultam em perda de dados não intencional.

Na maioria das vezes, quando um usuário baixa um aplicativo, ele também permite que ele acesse outros dados no dispositivo. Esses programas de malware móvel transportam dados confidenciais em redes corporativas sem serem detectados, utilizando códigos de distribuição nativos encontrados em sistemas operacionais móveis amplamente usados, como iOS e Android. 

3) Software ou sistema operacional obsoleto

Segurança para celulares pode ser comprometido se você não mantiver todo o seu software e sistemas operacionais atualizado. O software mais antigo não consegue identificar e interromper os ataques cibernéticos mais recentes, pois malware, ransomware e outras ameaças se tornam cada vez mais progressivas.

Portanto, você deve manter seu software atualizado, pois os patches de segurança geralmente são incluídos em muitas atualizações de software. Isso é válido para software móvel, dispositivos móveis e segurança móvel. 

4) Senhas comprometidas ou fracas 

As senhas são atualmente um problema significativo em nossa sociedade. As pessoas apenas replicam as mesmas senhas em várias contas, sejam contas pessoais ou profissionais.

A razão para isso é que existem muitas ferramentas, contas e assinaturas diferentes que exigem uma senha. Infelizmente, as senhas que as pessoas usam repetidamente também são inseguras.

Portanto, se uma conta for comprometida, os hackers também poderão ter controle livre sobre outras contas. 

Além disso, leia: Os melhores aplicativos de varejo que ajudaram as empresas a prosperar durante o bloqueio

5) Wi-Fi público inseguro

Quando os pontos de acesso Wi-Fi estão acessíveis, ninguém quer usar todos os seus dados celulares. E é impossível determinar qualquer rede Wi-Fi pública, quem configurou a rede, como (ou se) está criptografada ou quem está acessando ou monitorando ativamente, então as redes Wi-Fi públicas são geralmente menos seguras do que as redes privadas.

Sua empresa pode estar em perigo devido às redes Wi-Fi públicas que seus funcionários usam para acessar seus servidores (por exemplo, de cafeterias ou cafés). Além disso, você nunca deve usá-lo para acessar serviços privados ou confidenciais, como dados bancários ou de cartão de crédito. 

6) Ataques de Phishing e Smishing 

Dispositivos móveis são alvo de muitos ataques de phishing, uma vez que estão constantemente ativados. Devido aos tamanhos de tela mais baixos, os programas de e-mail em dispositivos móveis exibem menos informações, tornando os clientes mais vulneráveis. Além disso, os usuários móveis correm mais riscos porque frequentemente ficam de olho em seus e-mails em tempo real, lendo e abrindo e-mails assim que chegam. 

Outro ataque frequente é chamado de “smishing”, que concentra o ataque em mensagens de texto, um aspecto frequentemente negligenciado da segurança cibernética organizacional. O invasor envia ao telefone da vítima uma mensagem de texto que a convence a clicar em um link dentro da mensagem. 

7) Engenharia Reversa 

Os invasores também podem atacar usando engenharia reversa, entendendo como um aplicativo móvel funciona. Muitos aplicativos são vulneráveis ​​ao risco real de engenharia reversa devido à natureza da programação.

Um invasor pode encontrar maneiras mais eficazes de atacar seu aplicativo se puder ler seu código.

Usando engenharia reversa, os invasores podem alterar o código-fonte, revelar os algoritmos de criptografia em uso e muito mais.

Portanto, o código escrito para seu aplicativo móvel representa um sério risco de segurança e pode ser usado contra você, se não for devidamente protegido.

8) Dispositivos roubados ou perdidos 

A perda ou roubo potencial de dispositivos móveis é outro risco sério. Para obter acesso a dados confidenciais armazenados em um dispositivo móvel, uma pessoa com acesso físico ao dispositivo pode tentar passar pela tela de bloqueio.

Dispositivos perdidos e roubados representam um risco crescente para seus negócios, pois mais pessoas acessam seus sistemas remotamente de espaços abertos, como cafés e cafeterias, usando uma variedade de dispositivos diferentes. 

Além disso, leia: 11 razões para criar um aplicativo móvel para sua loja online – e como começar?

Como garantir a segurança dos aplicativos móveis?

Atualmente, onde os funcionários geralmente combinam seus negócios e interesses pessoais em um único dispositivo, os problemas de segurança de aplicativos móveis são mais importantes.

É responsabilidade de um desenvolvedor de aplicativos garantir que qualquer aplicativo móvel que ele crie não comprometa a segurança de seus usuários.

Aqui estão dez práticas recomendadas de segurança de aplicativos móveis que ajudarão você a criar aplicativos seguros e à prova de hackers, além de garantir a segurança de seus usuários e a legitimidade de seu aplicativo. 

1) Criptografia de Dados e Código Fonte

Sempre que os dados são transferidos por meio do seu aplicativo, eles sempre devem ser criptografados. Essa estratégia específica ajuda a prevenir o roubo de dados. Portanto, nenhum invasor poderia abusar dele.

Esses tipos de ameaças podem prejudicar a reputação da sua empresa. Os desenvolvedores de aplicativos precisam garantir que seus programas sejam seguros o suficiente para evitar tentativas de hackers e engenharia reversa.

A melhor abordagem para proteger seu aplicativo desses ataques é criptografar o código-fonte, o que o torna ilegível. 

2) Autenticação forte de alto nível 

As autenticações fracas são o erro mais comum cometido ao projetar aplicativos que levam a violações de segurança. Os aplicativos devem ser desenvolvidos de forma que apenas senhas alfanuméricas fortes sejam aceitas.

Para garantir o uso seguro, os aplicativos confidenciais devem ser protegidos com autenticação multifator que precisa de autenticação biométrica, como impressões digitais. A abordagem recomendada para evitar violações de segurança seria incentivar os usuários a confirmar a autenticação. 

3) Uso de Técnicas de Criptografia Atualizadas 

Há casos em que até mesmo os algoritmos criptográficos mais populares, como MD5 e SHA1, muitas vezes não correspondem aos padrões de segurança crescentes.

Para atender às suas mais altas necessidades de segurança, é aconselhável empregar as técnicas de criptografia mais confiáveis, como SHA-256 e criptografia 256-bit.

Para garantir proteção impenetrável, você também deve realizar testes de penetração manuais e modelagem de ameaças em seus aplicativos antes que eles entrem no ar. 

4) Conexões de rede seguras 

Certifique-se de que o aplicativo tenha medidas de segurança para impedir o acesso não autorizado e proteger os dados se o aplicativo usar algum servidor ou servidor em nuvem.

As ameaças à segurança devem ser revisadas e examinadas quanto às APIs e aos servidores que as acessam. Para proteger o caminho de comunicação entre um servidor e um usuário, você pode usar SSL, TLS, VPN ou HTTPS. 

Além disso, leia: Desenvolvimento nativo de aplicativos móveis: prós, contras, alternativas e otimização de custos

5) Minimizar permissões 

Você deve sempre evitar dar ao seu aplicativo muitas permissões, que nem são necessárias em todos os aplicativos. A solicitação de acesso à câmera só deve ser feita se for necessário.

Pergunta ao teu aplicação móvel para permissão se usar contatos. Lembre-se de que cada permissão solicitada pelo seu aplicativo é outra conexão que pode estar vulnerável. 

6) Fique alerta com tecnologias de detecção de adulteração e bibliotecas de terceiros 

Você pode ativar as notificações usando determinados métodos quando um código nocivo é inserido. Você precisa garantir que o código pare de funcionar se for alterado usando a técnica de detecção de temperamento.

E você também deve implantar repositórios internos estruturados e empregar controles de política para proteger seu sistema contra problemas de segurança inadvertidos e vulnerabilidades de bibliotecas. 

9) Pratique Testes Repetidos - Controle de Qualidade e Verificação de Segurança  

A segurança do seu aplicativo passa por um processo contínuo e sem fim. Quando surgem novas ameaças, você deve criar soluções inovadoras para garantir o mais alto nível de segurança cibernética. Revise o código constantemente para encontrar falhas de segurança e corrija-as antes de disponibilizá-las ao público.

Encontrar brechas no sistema é uma necessidade vital. Porque essas vulnerabilidades podem se transformar em perigos reais que fornecem acesso a dados e funcionalidades importantes de aplicativos móveis. 

10) Crie um plano de backup e restauração 

A tecnologia está se desenvolvendo rapidamente e os invasores estão criando maneiras inteligentes e inteligentes de comprometer aplicativos móveis e roubar dados críticos do usuário.

Você precisa proteger seus aplicativos dos efeitos graves de uma violação bem-sucedida com um plano de backup e restauração. Se algo der errado, você ainda poderá acessar os arquivos que foram recuperados do backup.

Portanto, é altamente recomendável que os desenvolvedores forneçam aos usuários a opção de backups de dados mais frequentes e armazenamento secundário. 

Além disso, leia: Principais ideias de marketing de aplicativos para dispositivos móveis para levar sua empresa ao próximo nível

Conclusão

Quando se trata das melhores práticas de segurança de aplicativos, há, sem dúvida, muitos pontos de vista e perspectivas diferentes entre os profissionais de segurança.

Para tornar-se um alvo mais difícil de explorar, sempre vale a pena estar melhor protegido do que a concorrência e fazer todos os esforços para reduzir o número de erros em seus aplicativos.

Essas são apenas algumas das muitas outras coisas que você pode fazer para proteger seu aplicativo móvel contra ataques. Seus usuários e a reputação de seu aplicativo móvel estarão protegidos se a segurança for garantida em todas as fases do desenvolvimento. 

Se você deseja evitar ataques de hackers mal-intencionados em seus negócios e reputação, siga estas dez melhores práticas de segurança. Além disso, você deve criptografar os dados em seus bancos de dados para mantê-los seguros.

Dessa forma, mesmo que os hackers tenham acesso a ele, eles não poderão utilizá-lo de forma alguma. 

Além disso, leia: Laravel Web App em Mobile App – Principais Cenários de Transformação

FAQs (perguntas frequentes)

1) O que é segurança de aplicativos? 

A segurança do aplicativo é o processo de encontrar e corrigir vulnerabilidades no nível do aplicativo. Diferentes métodos e abordagens são usados ​​para melhorar a segurança geral do aplicativo.

2) Quais são as vulnerabilidades de segurança mais comuns em aplicativos da web? 

Os métodos mais comuns para hackers acessarem seu aplicativo online são os seguintes: 
> Problemas de autenticação. 
> Dados sensíveis expostos. 
> Falta controle de acesso no nível de função. 
> Um erro de configuração de segurança. 
> Referências diretas de objetos que não são seguras. 
> Usando componentes de terceiros vulneráveis. 
> Encaminhamentos e redirecionamentos não verificados. 

3) Como podemos defender aplicativos da web contra ataques de hackers? 

A segurança de um aplicativo da Web precisa ser abordada antes mesmo de iniciar o processo de desenvolvimento. Sua estratégia de segurança de aplicativos da Web precisa ser bem planejada usando as melhores técnicas de segurança, como criptografia de dados e autenticação multifator.
Você deve realizar verificações de segurança contínuas durante todo o processo de desenvolvimento. Além disso, depois que seu aplicativo da Web estiver ativo, você deverá continuar realizando testes de segurança regulares.  

4) Quais são as principais técnicas usadas nos testes de segurança de aplicativos? 

Não há procedimento ou ferramenta de teste que elimine todos os riscos de segurança. Portanto, as equipes precisam usar uma variedade de técnicas, como testes interativos de segurança de aplicativos (IAST), ferramentas de teste de análise de composição de software (SCA), testes dinâmicos de segurança de aplicativos (DAST) e ferramentas de teste de segurança de aplicativos estáticos (SAST). Todas essas ferramentas e técnicas oferecem melhor segurança e proteção. 

Serviços de desenvolvimento de aplicativos móveis

Você quer alavancar a tecnologia móvel para sua empresa? A Cynoteck é um provedor completo de Serviços de Desenvolvimento de Aplicativos Móveis. Oferecemos serviços de desenvolvimento de aplicativos iOS e Android para que você alcance seu público-alvo em qualquer dispositivo.



convidado
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x