Caixa do Autor


Discuta o seu projeto

Sobre Nós

Somos o parceiro Microsoft Gold com presença nos Estados Unidos e na Índia. Somos um provedor de serviços de TI dinâmico e profissional que atende empresas e startups, ajudando-as a enfrentar os desafios da economia global. Oferecemos serviços na área de Consultoria e implementação de CRM, Desenvolvimento de aplicações, Desenvolvimento de aplicações mobile, Desenvolvimento Web e Desenvolvimento Offshore.

melhor plataforma cms de comércio eletrônico

As principais plataformas CMS de comércio eletrônico para um negócio online de sucesso

By Pooja Sharma / 25 de setembro de 2023

25 de Setembro de 2023
As principais plataformas CMS de comércio eletrônico para um negócio online de sucesso

No cenário em constante evolução do varejo, a ascensão do e-commerce, tem sido nada menos que transformador, inaugurando uma nova era de conveniência e acessibilidade para compradores em todo o mundo. À medida que reflectimos sobre os números, torna-se claro quão monumental tem sido esta mudança: 

Só em 2021, as vendas do comércio eletrónico ultrapassaram a impressionante marca de 5.2 biliões de dólares; com projeções indicando que constituirá um quarto das vendas globais no varejo até 2026.

Este crescimento exponencial é uma prova do horizonte de expansão da e-commerce,. Com as empresas se aventurando no mundo on-line para estabelecer sua presença digital, uma compreensão fundamental dos sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) de comércio eletrônico e da infinidade de Plataformas CMS disponível torna-se primordial.

Vamos mergulhar na compreensão Plataformas CMS de comércio eletrônico. Exploraremos as principais plataformas para negócios online em 2023. 

Definição - CMS de comércio eletrônico:

Sem escrever nenhum código, um CMS de comércio eletrônico permite que proprietários de lojas de comércio eletrônico gerem, publiquem e atualizem conteúdo em sua plataforma de comércio eletrônico. Ele democratiza o desenvolvimento web de comércio eletrônico, tornando as plataformas de comércio eletrônico gerenciáveis ​​para aqueles que não são desenvolvedores. 

Você pode alterar a navegação, o layout do produto, as configurações do carrinho de compras e outros recursos do seu negócio online usando um sistema de gerenciamento de conteúdo de comércio eletrônico (CMS).

Ele permite que qualquer pessoa, independentemente do seu nível de habilidade de programação, crie uma loja de comércio eletrônico que capture a essência do seu negócio e ofereça aos clientes uma experiência de compra positiva. 

Além disso, leia: 10 razões pelas quais os aplicativos B2B são um ótimo investimento para o seu negócio

Categorias de software CMS de comércio eletrônico:

É fácil gerenciar as operações de back-end de uma loja online com Software CMS de comércio eletrônico. Pode ser dividido em duas categorias: CMS SaaS e CMS de código aberto.

CMS de código aberto

Os clientes têm controle total sobre o funcionamento dos sites graças a plataformas de comércio eletrônico de código aberto. Os programas de código aberto são frequentemente auto-hospedados e estão disponíveis para download gratuito.

Isso implica que os administradores da loja supervisionem a escolha da hospedagem para seu site de comércio eletrônico, bem como mantenham o servidor atualizado e instalem novos softwares conforme necessário.

Alguns plataformas de código aberto oferecer hospedagem em nuvem; no entanto, eles diferem do SaaS porque os proprietários das lojas ainda são responsáveis ​​pela manutenção. 

CMS SaaS

Escolha lojas de comércio eletrônico, um CMS SaaS hospedado é uma opção baseada em nuvem que não precisa de um servidor separado. O fornecedor de software cuidará da atualização, do gerenciamento de atualizações e da configuração do armazenamento de dados em troca de uma taxa de assinatura sua. Muitas vezes, os clientes podem obter suporte do provedor. 

Além disso, leia: Magento 1 vs Magento 2: uma comparação abrangente de desempenho e escalabilidade?

Você precisa de um CMS separado?

An plataforma de comércio eletrônico serve principalmente como um site para vendas e gerenciamento de produtos online. A necessidade de um CMS separado depende da estratégia de conteúdo da sua loja online.

Se sua loja não exige atualizações de conteúdo em tempo real ou geração regular de conteúdo, você pode criar um site sem CMS. No entanto, se a sua plataforma de comércio eletrônico necessita de criação frequente de conteúdo, ter um CMS é vantajoso.

Além disso, algumas plataformas de comércio eletrônico também podem funcionar como CMS, eliminando a necessidade de um sistema separado. 

Quais são as vantagens de ter um CMS separado?

A Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) oferece inúmeros benefícios, incluindo facilidade de uso para usuários não técnicos, implantação rápida, manutenção sem esforço com atualizações, economia, graças a soluções prontas para uso e opções de código aberto.

Além disso, possui funcionalidade extensível por meio de vários plug-ins, Recursos amigáveis ​​para SEO, desenvolvedor robusto e suporte da comunidade.      

A vantagem mais significativa é capacitar usuários não técnicos a criar e modificar conteúdo de forma independente, sem a necessidade de desenvolvedores web ou experiência em linguagens de programação como HTML ou PHP.

Para equipes grandes com uma estratégia de conteúdo regular, o CMS pode ajudar na colaboração entre as equipes de conteúdo.  

Além disso, leia: Salesforce para varejo: como a Salesforce pode fortalecer o comércio eletrônico?

Principais recursos necessários em um CMS de comércio eletrônico:

Ao escolher um Plataforma CMS, você precisa garantir que ele seja mais adequado para você de acordo com suas necessidades. Os seguintes pontos irão ajudá-lo a tomar uma decisão melhor: 

Principais recursos de uma plataforma CMS de comércio eletrônico
[incorporar imagem]

1. Configuração e gerenciamento fáceis de usar: 

Um CMS deve oferecer instalação e usabilidade simples, especialmente porque muitos usuários podem não ter conhecimento técnico. Deve facilitar ações intuitivas, tornando o gerenciamento de conteúdo livre de estresse e minimizando complexidades. 

2. Ferramentas eficazes de SEO: 

O sucesso do comércio eletrônico depende de práticas sólidas de SEO, e seu CMS deve apoiar esse esforço. Deve fornecer recursos como otimização de URL e geração automática de títulos de páginas e meta descrições.

Os usuários devem ter flexibilidade para editar esses elementos conforme necessário, melhorando a rastreabilidade do Google e melhorando a classificação da página e as taxas de cliques.  

3. Experiência do usuário otimizada (UX): 

Priorizar a experiência do usuário é fundamental no cenário digital atual. O CMS deve capacitar os administradores de loja para atingir facilmente seus objetivos, seja alterando o layout das páginas ou otimizando o conteúdo do produto.

O design deve ser simples e flexível, acomodando princípios de design responsivo para compatibilidade ideal com dispositivos móveis. 

4. Integração Perfeita:

Dependendo das necessidades específicas da sua plataforma de comércio eletrônico, pode ser necessária a integração de extensões ou plug-ins de terceiros.

Portanto, é fundamental avaliar a facilidade de integração com outras ferramentas, a disponibilidade de extensões e a flexibilidade de instalação. A amplitude das integrações disponíveis também reflete o suporte API da plataforma CMS. 

5. Apoio comunitário ativo: 

Optar por um CMS com uma comunidade de usuários engajada pode ser imensamente benéfico. Esta comunidade fornece um apoio inestimável quando se deparam com problemas ou incertezas, oferecendo orientação especializada.

Além disso, você se manterá informado sobre as últimas tendências de desenvolvimento web e abordagens inovadoras, facilitando o aprendizado e o aprimoramento contínuos.  

Além disso, leia: A importância do desenvolvimento web na transformação digital

Como usar um CMS de comércio eletrônico?

Você pode se concentrar no lado do conteúdo ou nos aspectos de comércio eletrônico ao selecionar um CMS de comércio eletrônico. Somente sua empresa determinará como você escolherá seu CMS de comércio eletrônico.

Seu volume de vendas, estratégia de conteúdo, tamanho do negócio, visão e nível de maturidade têm impacto na escolha. Vamos examinar as duas maneiras pelas quais um Plataforma CMS de comércio eletrônico pode ser usado.  

  1. Ênfase centrada no comércio eletrônico:
    Uma plataforma voltada para o comércio eletrônico serve principalmente como uma plataforma robusta solução de carrinho de compras on-line, colocando a listagem, venda e gerenciamento de produtos como suas principais prioridades.
    No entanto, isso não significa que negligencie o conteúdo; na verdade, está cada vez mais acomodando recursos de criação de conteúdo para aproveitar o poder do marketing de conteúdo para direcionar o tráfego.  
  1. Foco centrado no conteúdo:   
    Em contraste, uma abordagem que prioriza o conteúdo coloca o conteúdo na vanguarda da estratégia da loja de comércio eletrônico, com a funcionalidade de comércio eletrônico integrada como um componente auxiliar.
    Essa abordagem envolve os clientes por meio de conteúdo educacional e informativo, aproveitando-o para cultivar uma base de clientes dedicada.
    A implementação bem-sucedida desta estratégia requer suporte excepcional de design e marketing.   

Além disso, leia: Maximizando as vendas de comércio eletrônico em 2023: 8 estratégias de desenvolvimento da Web para o sucesso

Vantagens do comércio eletrônico com plataformas CMS

eCommerce e CMS são combinados para criar um sistema dinâmico. Para os proprietários de empresas, pode agregar um valor enorme e os clientes podem ter experiências maravilhosas. Existem inúmeros benefícios em emparelhar uma plataforma de comércio eletrônico com um CMS diferente, incluindo:    

Vantagens do E-Commerce com plataforma CRM
[incorporar imagem]
  1. Mais visitantes:
    A introdução do marketing de conteúdo, abrangendo blogs, estudos de caso e relatórios, em sua plataforma de comércio eletrônico agrega valor significativo para seus clientes.
    Ele enriquece a experiência de compra com conteúdo informativo e satisfatório, ao mesmo tempo que aumenta o SEO do site, direcionando tráfego orgânico substancial para sua loja online. 
  1. Escalabilidade:
    Combinar um CMS com sua plataforma de comércio eletrônico oferece escalabilidade perfeita. Imagine transformar seu blog bem estabelecido, repleto de leitores, em uma loja online geradora de receita.
    Ao integrar-se a um CMS como o BigCommerce, você incorpora facilmente recursos como carrinhos de compras e checkouts, facilitando a transição para uma plataforma de vendas online completa. 
  1. Flexibilidade: 
    Escolha sucesso do comércio eletrônico num ambiente altamente competitivo, a adaptabilidade é essencial. O segredo para impulsionar as vendas é adotar as últimas tendências de forma rápida e eficaz.
    Ao integrar um CMS com o seu plataforma de comércio eletrônico, você ganha flexibilidade para responder rapidamente às necessidades e gerenciar conteúdo de forma dinâmica. 
  1. Experiência do usuário aprimorada (UX):   
    Um CMS permite que você experimente diversos tipos de conteúdo, designs e estruturas, oferecendo maior versatilidade do que o padrão plataformas de e-commerce. Conseqüentemente, você pode melhorar a experiência do usuário otimizando cada faceta da jornada do cliente.
    Os consumidores modernos procuram mais do que discursos de vendas simples; eles desejam uma conexão genuína com os produtos, uma conquista alcançável por meio de um CMS de comércio eletrônico sem a necessidade de uma agência de web design.  
  1. Processos simplificados: 
    Um CMS e sua plataforma de comércio eletrônico funcionam juntos em perfeita sincronia. O plataforma de comércio eletrônico acelera procedimentos cruciais como gerenciamento de estoque, pagamentos seguros e remessa imediata, enquanto o marketing de conteúdo, possibilitado pelo CMS, aumenta o número de visitantes do seu negócio online.
    Você pode fornecer aos clientes uma experiência de compra completa e eficaz com a ajuda de sua abordagem abrangente.   

Além disso, leia: Construindo um site de comércio eletrônico em 2023: um guia passo a passo

10 melhores plataformas CMS de comércio eletrônico em 2023:

Nós compilamos uma lista de dez principais plataformas para 2023 com base nas características essenciais exigidas pelo Plataformas CMS de comércio eletrônico, como facilidade de uso, curva de aprendizado, assistência de SEO, relação custo-benefício, otimização de UX, etc.

Existem muito mais possibilidades no mercado, por isso esta não é de forma alguma uma lista exaustiva. Mas esses 10 se destacam na nossa lista.     

1. Magento

Mais de 260,000 lojas online são suportadas pelo código aberto Plataforma de comércio eletrônico Magento mundialmente. Foi produzido pela Varien e disponibilizado em 2008. Foi adquirido pela Adobe no final de 2018. As edições de código aberto e comercial do Magento estão disponíveis.

Magento Open Source permite a criação de lojas virtuais com recursos mínimos e sem nenhum custo, porém, o Magento Commerce é necessário para recursos mais avançados. 

Apesar de atender empresas de todos os portes, incluindo pequenas, médias e grandes empresas, o Magento possui uma curva de aprendizado acentuada. O código-fonte aberto e a arquitetura de modelo do Magento permitem oportunidades incríveis de personalização. No entanto, o preço é relativamente alto. 

2. WooCommerce

A plataforma de comércio eletrônico mais usada em todo o mundo é WooCommerce. Com a ajuda do plugin WooCommerce, um site WordPress pode se tornar uma loja online.

Oferece muitas extensões e temas gratuitos, o que atrai proprietários de lojas de comércio eletrônico. Além disso, eles podem ser integrados de forma rápida e simples para permitir diversas funcionalidades com um único clique.

Um dos recursos mais atraentes da plataforma é sua facilidade de uso. É muito fácil de configurar e usar. Além disso, o amplo suporte da comunidade que acompanha o uso do WordPress também é bastante útil.

Por ser uma plataforma de código aberto, o WordPress permite a customização total da loja online por meio da modificação do código-fonte. 

3 Hubpot

HubSpot é uma ótima opção para grandes empresas de comércio eletrônico onde o marketing e o SEO precisam de muita atenção. CMS e software de automação de marketing é o que é. No entanto, o HubSpot pode adicionar recursos de comércio eletrônico integrando-se a outras plataformas que oferecem suporte exclusivo ao comércio eletrônico.

Os recursos de SEO e capacidades de marketing de alto nível do HubSpot ajudam a gerar muito tráfego para o negócio online. Ele também fornece análises sofisticadas e técnicas de rastreamento. 

Além disso, leia: Quanto custa um site de comércio eletrônico em 2023?

4. BigCommerce

BigCommerce é uma plataforma baseada em nuvem fácil de usar que permite aos usuários criar seus loja de comércio eletrônico mesmo que não tenham experiência anterior em design.

é um completo Sistema de gerenciamento de conteúdo de comércio eletrônico (CMS) plataforma que combina os melhores recursos de comércio eletrônico e gerenciamento de conteúdo.   

Possui vários recursos atraentes, como gerenciamento centralizado de estoque, integração perfeita com os principais provedores de pagamento, recursos integrados robustos Ferramentas de SEO, suporte nativo a blogs, recursos versáteis de integração multicanal e valioso suporte de marketing de mídia social.       

5. Drupal

Um popular sistema de gerenciamento de conteúdo de código aberto é o Drupal. Embora não seja uma plataforma projetada exclusivamente para e-commerce, pode ser usada em conjunto com plugins para adicionar suporte a ela.

Plugins podem ser usados ​​para implementar recursos fundamentais de comércio eletrônico incluindo gerenciamento de pedidos, carrinho de compras e processamento de pagamentos. No entanto, como requer algum conhecimento técnico, a utilização da plataforma pode ser difícil para aqueles que não são programadores. 

6. Joomla

A sistema de gerenciamento de conteúdo de eCommerce recursos e conectividade de plugins, Joomla, é como Drupal. As extensões gratuitas da plataforma transformarão o site Joomla em uma loja online.

Você pode alterar o design, a organização e os recursos da loja para atender às suas necessidades. Facilita a criação de lojas online flexíveis, fornecendo todos os recursos, incluindo instalações e listas de produtos.

7. Shopify

Shopify é o segundo mais popular plataforma de comércio eletrônico atrás do WordPress em termos de participação de mercado. 820,000 vendedores são conhecidos por usarem o Shopify desde 2020. A melhor parte do Shopify é que os proprietários das lojas não precisam baixar ou instalar nada para começar porque é uma plataforma SaaS. 

Além disso, é bastante simples de usar e tem um preço razoável, o que o torna um favorito entre os usuários. Como o construtor de sites do Shopify é tão fácil de usar, até mesmo os iniciantes podem configurar rapidamente uma loja, personalizá-la e lançá-la! Uma das melhores plataformas de comércio eletrônico disponíveis atualmente, é tudo incluído. 

Além disso, leia: Benefícios da integração com o Magento Salesforce para o seu negócio de comércio eletrônico

8. Shift4Shop  

Shift4 Payments comprou 3DCart em 2020 e mudou seu nome para Shift4Shop. 3DCart foi criado em 2000. O fato de apresentar um construtor de sites rico em recursos, ferramentas eficazes de marketing para o cliente, um sistema de gerenciamento de pedidos fácil de usar, suporte de SEO e muito mais o torna uma das melhores plataformas para o desenvolvimento de uma loja online. para sua empresa.    

Principal Empresas de comércio eletrônico em todo o mundo conte com a Shift4Shop, que agora tem mais de 200,000 clientes. Vários temas premium são bem projetados, apropriados para uso em todos os negócios e oferecem muitas opções de personalização. Além disso, fornece fortes conectores de comércio eletrônico para apoiar a expansão da sua empresa.         

9. PrestaShop

PrestaShop é uma plataforma de comércio eletrônico freemium de código aberto perfeita para pequenas e médias empresas.

Dependendo de quanto controle técnico desejam sobre sua loja, os usuários do PrestaShop podem selecionar entre versões totalmente hospedadas e auto-hospedadas. Abrange todos os requisitos fundamentais dos varejistas online graças à sua abrangente funcionalidade integrada.

Além disso, plug-ins e temas podem ser usados ​​para adicionar funções conforme necessário. É um popular Plataforma CMS de comércio eletrônico entre os clientes devido à sua simplicidade e usabilidade. 

10. Squarespace

Squarespace é a segunda maior solução de comércio eletrônico em termos de participação de mercado e oferece uma plataforma completa, simples de usar e fácil de usar para iniciantes.

IÉ uma plataforma que prioriza conteúdo, mas você também pode criar lojas online com o Squarespace Commerce. Todos esses serviços – hospedagem, registro de domínio, blogs e lojas online – são oferecidos sob o mesmo teto.  

Construir um site de comércio eletrônico é simplificado com os recursos de arrastar e soltar do Squarespace e modelos de designers profissionais. É compatível com todas as plataformas de mídia social conhecidas, o que auxilia no aproveitamento das vendas nas redes sociais. 

Além disso, leia: Comércio B2B e CPQ em SF - principais ideias de integração

Conclusão

Um CMS é uma inovação de software notável, desenvolvida especificamente para agilizar a criação e administração do conteúdo de um site. Quer inclua texto, imagens, vídeos, documentos ou qualquer outro meio de comunicação, um Plataforma CMS oferece uma interface amigável que permite gerar e atualizar conteúdo sem esforço, tudo sem a necessidade de codificação complexa.      

A lista acima irá ajudá-lo a entender cada vez mais sobre as possibilidades do e-commerce através da utilização de uma plataforma CMS. Se você precisar de ajuda para entender mais sobre CMS, sinta-se à vontade para obter assistência nossa em Cinoteque. Podemos ajudá-lo a personalizar as suas necessidades e fornecer-lhe as soluções mais adequadas.   

Notavelmente, mesmo com conhecimentos técnicos mínimos, o potencial de um CMS torna-se facilmente acessível para uma gestão eficaz do website. Antes de se decidir sobre o Plataformas CMS de comércio eletrônico, lembre-se de que os horizontes de possibilidades são tão ilimitados quanto a sua imaginação. 

Além disso, leia: Liberando o poder do CMS para sites de negócios: explorando os benefícios dos sistemas de gerenciamento de conteúdo

Perguntas frequentes:

P. Qual é a melhor plataforma CMS de comércio eletrônico para uma pequena loja online?  

O Shopify é frequentemente recomendado para pequenas empresas devido à sua interface amigável e recursos abrangentes, facilitando a configuração e o gerenciamento de uma loja online.  

P. Qual CMS de comércio eletrônico é adequado para negócios online grandes e complexos?  

Magento é uma poderosa plataforma de código aberto ideal para operações de comércio eletrônico grandes e complexas, oferecendo amplas opções de personalização e escalabilidade.  

P. Existe alguma plataforma CMS de comércio eletrônico gratuita disponível? 

Sim, plataformas como WooCommerce (para WordPress), OpenCart, PrestaShop e Magento (Community Edition) são de código aberto e de uso gratuito, embora você possa incorrer em custos de hospedagem e complementos.  

P. Você pode vender produtos em seu site existente usando um CMS de comércio eletrônico? 

Sim, plataformas como o Ecwid oferecem widgets que podem ser facilmente adicionados ao seu site existente, permitindo que você comece a vender produtos online sem criar um novo site do zero.  

P. Qual CMS de comércio eletrônico é melhor para iniciantes com conhecimento técnico limitado?  

Wix eCommerce e Weebly eCommerce são construtores de sites fáceis de usar que integram recursos de comércio eletrônico, tornando-os adequados para iniciantes que desejam criar uma loja online sem amplo conhecimento técnico.  

[sc name = "Desenvolvimento da web"] [add_newsletter] [add_related_page_diff_contents blog_cat = "aplicativo da web"]

No cenário em constante evolução do varejo, a ascensão do e-commerce, tem sido nada menos que transformador, inaugurando uma nova era de conveniência e acessibilidade para compradores em todo o mundo. À medida que reflectimos sobre os números, torna-se claro quão monumental tem sido esta mudança: 

Só em 2021, as vendas do comércio eletrónico ultrapassaram a impressionante marca de 5.2 biliões de dólares; com projeções indicando que constituirá um quarto das vendas globais no varejo até 2026.

Este crescimento exponencial é uma prova do horizonte de expansão da e-commerce,. Com as empresas se aventurando no mundo on-line para estabelecer sua presença digital, uma compreensão fundamental dos sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) de comércio eletrônico e da infinidade de Plataformas CMS disponível torna-se primordial.

Vamos mergulhar na compreensão Plataformas CMS de comércio eletrônico. Exploraremos as principais plataformas para negócios online em 2023. 

Definição – CMS de comércio eletrônico:

Sem escrever nenhum código, um CMS de comércio eletrônico permite que proprietários de lojas de comércio eletrônico gerem, publiquem e atualizem conteúdo em sua plataforma de comércio eletrônico. Ele democratiza o desenvolvimento web de comércio eletrônico, tornando as plataformas de comércio eletrônico gerenciáveis ​​para aqueles que não são desenvolvedores. 

Você pode alterar a navegação, o layout do produto, as configurações do carrinho de compras e outros recursos do seu negócio online usando um sistema de gerenciamento de conteúdo de comércio eletrônico (CMS).

Ele permite que qualquer pessoa, independentemente do seu nível de habilidade de programação, crie uma loja de comércio eletrônico que capture a essência do seu negócio e ofereça aos clientes uma experiência de compra positiva. 

Além disso, leia: 10 razões pelas quais os aplicativos B2B são um ótimo investimento para o seu negócio

Categorias de software CMS de comércio eletrônico:

É fácil gerenciar as operações de back-end de uma loja online com Software CMS de comércio eletrônico. Pode ser dividido em duas categorias: CMS SaaS e CMS de código aberto.

CMS de código aberto

Os clientes têm controle total sobre o funcionamento dos sites graças a plataformas de comércio eletrônico de código aberto. Os programas de código aberto são frequentemente auto-hospedados e estão disponíveis para download gratuito.

Isso implica que os administradores da loja supervisionem a escolha da hospedagem para seu site de comércio eletrônico, bem como mantenham o servidor atualizado e instalem novos softwares conforme necessário.

Alguns plataformas de código aberto oferecer hospedagem em nuvem; no entanto, eles diferem do SaaS porque os proprietários das lojas ainda são responsáveis ​​pela manutenção. 

CMS SaaS

Escolha lojas de comércio eletrônico, um CMS SaaS hospedado é uma opção baseada em nuvem que não precisa de um servidor separado. O fornecedor de software cuidará da atualização, do gerenciamento de atualizações e da configuração do armazenamento de dados em troca de uma taxa de assinatura sua. Muitas vezes, os clientes podem obter suporte do provedor. 

Além disso, leia: Magento 1 vs Magento 2: uma comparação abrangente de desempenho e escalabilidade?

Você precisa de um CMS separado?

An plataforma de comércio eletrônico serve principalmente como um site para vendas e gerenciamento de produtos online. A necessidade de um CMS separado depende da estratégia de conteúdo da sua loja online.

Se sua loja não exige atualizações de conteúdo em tempo real ou geração regular de conteúdo, você pode criar um site sem CMS. No entanto, se a sua plataforma de comércio eletrônico necessita de criação frequente de conteúdo, ter um CMS é vantajoso.

Além disso, algumas plataformas de comércio eletrônico também podem funcionar como CMS, eliminando a necessidade de um sistema separado. 

Quais são as vantagens de ter um CMS separado?

A Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) oferece inúmeros benefícios, incluindo facilidade de uso para usuários não técnicos, implantação rápida, manutenção sem esforço com atualizações, economia, graças a soluções prontas para uso e opções de código aberto.

Além disso, possui funcionalidade extensível por meio de vários plug-ins, Recursos amigáveis ​​para SEO, desenvolvedor robusto e suporte da comunidade.      

A vantagem mais significativa é capacitar usuários não técnicos a criar e modificar conteúdo de forma independente, sem a necessidade de desenvolvedores web ou experiência em linguagens de programação como HTML ou PHP.

Para equipes grandes com uma estratégia de conteúdo regular, o CMS pode ajudar na colaboração entre as equipes de conteúdo.  

Além disso, leia: Salesforce para varejo: como a Salesforce pode fortalecer o comércio eletrônico?

Principais recursos necessários em um CMS de comércio eletrônico:

Ao escolher um Plataforma CMS, você precisa garantir que ele seja mais adequado para você de acordo com suas necessidades. Os seguintes pontos irão ajudá-lo a tomar uma decisão melhor: 

Principais recursos de uma plataforma CMS de comércio eletrônico
Copiar Infográfico
×

1. Configuração e gerenciamento fáceis de usar: 

Um CMS deve oferecer instalação e usabilidade simples, especialmente porque muitos usuários podem não ter conhecimento técnico. Deve facilitar ações intuitivas, tornando o gerenciamento de conteúdo livre de estresse e minimizando complexidades. 

2. Ferramentas eficazes de SEO: 

O sucesso do comércio eletrônico depende de práticas sólidas de SEO, e seu CMS deve apoiar esse esforço. Deve fornecer recursos como otimização de URL e geração automática de títulos de páginas e meta descrições.

Os usuários devem ter flexibilidade para editar esses elementos conforme necessário, melhorando a rastreabilidade do Google e melhorando a classificação da página e as taxas de cliques.  

3. Experiência do usuário otimizada (UX): 

Priorizar a experiência do usuário é fundamental no cenário digital atual. O CMS deve capacitar os administradores de loja para atingir facilmente seus objetivos, seja alterando o layout das páginas ou otimizando o conteúdo do produto.

O design deve ser simples e flexível, acomodando princípios de design responsivo para compatibilidade ideal com dispositivos móveis. 

4. Integração Perfeita:

Dependendo das necessidades específicas da sua plataforma de comércio eletrônico, pode ser necessária a integração de extensões ou plug-ins de terceiros.

Portanto, é fundamental avaliar a facilidade de integração com outras ferramentas, a disponibilidade de extensões e a flexibilidade de instalação. A amplitude das integrações disponíveis também reflete o suporte API da plataforma CMS. 

5. Apoio comunitário ativo: 

Optar por um CMS com uma comunidade de usuários engajada pode ser imensamente benéfico. Esta comunidade fornece um apoio inestimável quando se deparam com problemas ou incertezas, oferecendo orientação especializada.

Além disso, você se manterá informado sobre as últimas tendências de desenvolvimento web e abordagens inovadoras, facilitando o aprendizado e o aprimoramento contínuos.  

Além disso, leia: A importância do desenvolvimento web na transformação digital

Como usar um CMS de comércio eletrônico?

Você pode se concentrar no lado do conteúdo ou nos aspectos de comércio eletrônico ao selecionar um CMS de comércio eletrônico. Somente sua empresa determinará como você escolherá seu CMS de comércio eletrônico.

Seu volume de vendas, estratégia de conteúdo, tamanho do negócio, visão e nível de maturidade têm impacto na escolha. Vamos examinar as duas maneiras pelas quais um Plataforma CMS de comércio eletrônico pode ser usado.  

  1. Ênfase centrada no comércio eletrônico:
    Uma plataforma voltada para o comércio eletrônico serve principalmente como uma plataforma robusta solução de carrinho de compras on-line, colocando a listagem, venda e gerenciamento de produtos como suas principais prioridades.
    No entanto, isso não significa que negligencie o conteúdo; na verdade, está cada vez mais acomodando recursos de criação de conteúdo para aproveitar o poder do marketing de conteúdo para direcionar o tráfego.  
  1. Foco centrado no conteúdo:   
    Em contraste, uma abordagem que prioriza o conteúdo coloca o conteúdo na vanguarda da estratégia da loja de comércio eletrônico, com a funcionalidade de comércio eletrônico integrada como um componente auxiliar.
    Essa abordagem envolve os clientes por meio de conteúdo educacional e informativo, aproveitando-o para cultivar uma base de clientes dedicada.
    A implementação bem-sucedida desta estratégia requer suporte excepcional de design e marketing.   

Além disso, leia: Maximizando as vendas de comércio eletrônico em 2023: 8 estratégias de desenvolvimento da Web para o sucesso

Vantagens do comércio eletrônico com plataformas CMS

eCommerce e CMS são combinados para criar um sistema dinâmico. Para os proprietários de empresas, pode agregar um valor enorme e os clientes podem ter experiências maravilhosas. Existem inúmeros benefícios em emparelhar uma plataforma de comércio eletrônico com um CMS diferente, incluindo:    

Vantagens do E-Commerce com plataforma CRM
Copiar Infográfico
×
  1. Mais visitantes:
    A introdução do marketing de conteúdo, abrangendo blogs, estudos de caso e relatórios, em sua plataforma de comércio eletrônico agrega valor significativo para seus clientes.
    Ele enriquece a experiência de compra com conteúdo informativo e satisfatório, ao mesmo tempo que aumenta o SEO do site, direcionando tráfego orgânico substancial para sua loja online. 
  1. Escalabilidade:
    Combinar um CMS com sua plataforma de comércio eletrônico oferece escalabilidade perfeita. Imagine transformar seu blog bem estabelecido, repleto de leitores, em uma loja online geradora de receita.
    Ao integrar-se a um CMS como o BigCommerce, você incorpora facilmente recursos como carrinhos de compras e checkouts, facilitando a transição para uma plataforma de vendas online completa. 
  1. Flexibilidade: 
    Escolha sucesso do comércio eletrônico num ambiente altamente competitivo, a adaptabilidade é essencial. O segredo para impulsionar as vendas é adotar as últimas tendências de forma rápida e eficaz.
    Ao integrar um CMS com o seu plataforma de comércio eletrônico, você ganha flexibilidade para responder rapidamente às necessidades e gerenciar conteúdo de forma dinâmica. 
  1. Experiência do usuário aprimorada (UX):   
    Um CMS permite que você experimente diversos tipos de conteúdo, designs e estruturas, oferecendo maior versatilidade do que o padrão plataformas de e-commerce. Conseqüentemente, você pode melhorar a experiência do usuário otimizando cada faceta da jornada do cliente.
    Os consumidores modernos procuram mais do que discursos de vendas simples; eles desejam uma conexão genuína com os produtos, uma conquista alcançável por meio de um CMS de comércio eletrônico sem a necessidade de uma agência de web design.  
  1. Processos simplificados: 
    Um CMS e sua plataforma de comércio eletrônico funcionam juntos em perfeita sincronia. O plataforma de comércio eletrônico acelera procedimentos cruciais como gerenciamento de estoque, pagamentos seguros e remessa imediata, enquanto o marketing de conteúdo, possibilitado pelo CMS, aumenta o número de visitantes do seu negócio online.
    Você pode fornecer aos clientes uma experiência de compra completa e eficaz com a ajuda de sua abordagem abrangente.   

Além disso, leia: Construindo um site de comércio eletrônico em 2023: um guia passo a passo

10 melhores plataformas CMS de comércio eletrônico em 2023:

Nós compilamos uma lista de dez principais plataformas para 2023 com base nas características essenciais exigidas pelo Plataformas CMS de comércio eletrônico, como facilidade de uso, curva de aprendizado, assistência de SEO, relação custo-benefício, otimização de UX, etc.

Existem muito mais possibilidades no mercado, por isso esta não é de forma alguma uma lista exaustiva. Mas esses 10 se destacam na nossa lista.     

1. Magento

Mais de 260,000 lojas online são suportadas pelo código aberto Plataforma de comércio eletrônico Magento mundialmente. Foi produzido pela Varien e disponibilizado em 2008. Foi adquirido pela Adobe no final de 2018. As edições de código aberto e comercial do Magento estão disponíveis.

Magento Open Source permite a criação de lojas virtuais com recursos mínimos e sem nenhum custo, porém, o Magento Commerce é necessário para recursos mais avançados. 

Apesar de atender empresas de todos os portes, incluindo pequenas, médias e grandes empresas, o Magento possui uma curva de aprendizado acentuada. O código-fonte aberto e a arquitetura de modelo do Magento permitem oportunidades incríveis de personalização. No entanto, o preço é relativamente alto. 

2. WooCommerce

A plataforma de comércio eletrônico mais usada em todo o mundo é WooCommerce. Com a ajuda do plugin WooCommerce, um site WordPress pode se tornar uma loja online.

Oferece muitas extensões e temas gratuitos, o que atrai proprietários de lojas de comércio eletrônico. Além disso, eles podem ser integrados de forma rápida e simples para permitir diversas funcionalidades com um único clique.

Um dos recursos mais atraentes da plataforma é sua facilidade de uso. É muito fácil de configurar e usar. Além disso, o amplo suporte da comunidade que acompanha o uso do WordPress também é bastante útil.

Por ser uma plataforma de código aberto, o WordPress permite a customização total da loja online por meio da modificação do código-fonte. 

3 Hubpot

HubSpot é uma ótima opção para grandes empresas de comércio eletrônico onde o marketing e o SEO precisam de muita atenção. CMS e software de automação de marketing é o que é. No entanto, o HubSpot pode adicionar recursos de comércio eletrônico integrando-se a outras plataformas que oferecem suporte exclusivo ao comércio eletrônico.

Os recursos de SEO e capacidades de marketing de alto nível do HubSpot ajudam a gerar muito tráfego para o negócio online. Ele também fornece análises sofisticadas e técnicas de rastreamento. 

Além disso, leia: Quanto custa um site de comércio eletrônico em 2023?

4. BigCommerce

BigCommerce é uma plataforma baseada em nuvem fácil de usar que permite aos usuários criar seus loja de comércio eletrônico mesmo que não tenham experiência anterior em design.

é um completo Sistema de gerenciamento de conteúdo de comércio eletrônico (CMS) plataforma que combina os melhores recursos de comércio eletrônico e gerenciamento de conteúdo.   

Possui vários recursos atraentes, como gerenciamento centralizado de estoque, integração perfeita com os principais provedores de pagamento, recursos integrados robustos Ferramentas de SEO, suporte nativo a blogs, recursos versáteis de integração multicanal e valioso suporte de marketing de mídia social.       

5. Drupal

Um popular sistema de gerenciamento de conteúdo de código aberto é o Drupal. Embora não seja uma plataforma projetada exclusivamente para e-commerce, pode ser usada em conjunto com plugins para adicionar suporte a ela.

Plugins podem ser usados ​​para implementar recursos fundamentais de comércio eletrônico incluindo gerenciamento de pedidos, carrinho de compras e processamento de pagamentos. No entanto, como requer algum conhecimento técnico, a utilização da plataforma pode ser difícil para aqueles que não são programadores. 

6. Joomla

A sistema de gerenciamento de conteúdo de eCommerce recursos e conectividade de plugins, Joomla, é como Drupal. As extensões gratuitas da plataforma transformarão o site Joomla em uma loja online.

Você pode alterar o design, a organização e os recursos da loja para atender às suas necessidades. Facilita a criação de lojas online flexíveis, fornecendo todos os recursos, incluindo instalações e listas de produtos.

7. Shopify

Shopify é o segundo mais popular plataforma de comércio eletrônico atrás do WordPress em termos de participação de mercado. 820,000 vendedores são conhecidos por usarem o Shopify desde 2020. A melhor parte do Shopify é que os proprietários das lojas não precisam baixar ou instalar nada para começar porque é uma plataforma SaaS. 

Além disso, é bastante simples de usar e tem um preço razoável, o que o torna um favorito entre os usuários. Como o construtor de sites do Shopify é tão fácil de usar, até mesmo os iniciantes podem configurar rapidamente uma loja, personalizá-la e lançá-la! Uma das melhores plataformas de comércio eletrônico disponíveis atualmente, é tudo incluído. 

Além disso, leia: Benefícios da integração com o Magento Salesforce para o seu negócio de comércio eletrônico

8. Shift4Shop  

Shift4 Payments comprou 3DCart em 2020 e mudou seu nome para Shift4Shop. 3DCart foi criado em 2000. O fato de apresentar um construtor de sites rico em recursos, ferramentas eficazes de marketing para o cliente, um sistema de gerenciamento de pedidos fácil de usar, suporte de SEO e muito mais o torna uma das melhores plataformas para o desenvolvimento de uma loja online. para sua empresa.    

Principal Empresas de comércio eletrônico em todo o mundo conte com a Shift4Shop, que agora tem mais de 200,000 clientes. Vários temas premium são bem projetados, apropriados para uso em todos os negócios e oferecem muitas opções de personalização. Além disso, fornece fortes conectores de comércio eletrônico para apoiar a expansão da sua empresa.         

9. PrestaShop

PrestaShop é uma plataforma de comércio eletrônico freemium de código aberto perfeita para pequenas e médias empresas.

Dependendo de quanto controle técnico desejam sobre sua loja, os usuários do PrestaShop podem selecionar entre versões totalmente hospedadas e auto-hospedadas. Abrange todos os requisitos fundamentais dos varejistas online graças à sua abrangente funcionalidade integrada.

Além disso, plug-ins e temas podem ser usados ​​para adicionar funções conforme necessário. É um popular Plataforma CMS de comércio eletrônico entre os clientes devido à sua simplicidade e usabilidade. 

10. Squarespace

Squarespace é a segunda maior solução de comércio eletrônico em termos de participação de mercado e oferece uma plataforma completa, simples de usar e fácil de usar para iniciantes.

IÉ uma plataforma que prioriza conteúdo, mas você também pode criar lojas online com o Squarespace Commerce. Todos esses serviços – hospedagem, registro de domínio, blogs e lojas online – são oferecidos sob o mesmo teto.  

Construir um site de comércio eletrônico é simplificado com os recursos de arrastar e soltar do Squarespace e modelos de designers profissionais. É compatível com todas as plataformas de mídia social conhecidas, o que auxilia no aproveitamento das vendas nas redes sociais. 

Além disso, leia: Comércio B2B e CPQ em SF - principais ideias de integração

Conclusão

Um CMS é uma inovação de software notável, desenvolvida especificamente para agilizar a criação e administração do conteúdo de um site. Quer inclua texto, imagens, vídeos, documentos ou qualquer outro meio de comunicação, um Plataforma CMS oferece uma interface amigável que permite gerar e atualizar conteúdo sem esforço, tudo sem a necessidade de codificação complexa.      

A lista acima irá ajudá-lo a entender cada vez mais sobre as possibilidades do e-commerce através da utilização de uma plataforma CMS. Se você precisar de ajuda para entender mais sobre CMS, sinta-se à vontade para obter assistência nossa em Cinoteque. Podemos ajudá-lo a personalizar as suas necessidades e fornecer-lhe as soluções mais adequadas.   

Notavelmente, mesmo com conhecimentos técnicos mínimos, o potencial de um CMS torna-se facilmente acessível para uma gestão eficaz do website. Antes de se decidir sobre o Plataformas CMS de comércio eletrônico, lembre-se de que os horizontes de possibilidades são tão ilimitados quanto a sua imaginação. 

Além disso, leia: Liberando o poder do CMS para sites de negócios: explorando os benefícios dos sistemas de gerenciamento de conteúdo

Perguntas frequentes:

P. Qual é a melhor plataforma CMS de comércio eletrônico para uma pequena loja online?  

O Shopify é frequentemente recomendado para pequenas empresas devido à sua interface amigável e recursos abrangentes, facilitando a configuração e o gerenciamento de uma loja online.  

P. Qual CMS de comércio eletrônico é adequado para negócios online grandes e complexos?  

Magento é uma poderosa plataforma de código aberto ideal para operações de comércio eletrônico grandes e complexas, oferecendo amplas opções de personalização e escalabilidade.  

P. Existe alguma plataforma CMS de comércio eletrônico gratuita disponível? 

Sim, plataformas como WooCommerce (para WordPress), OpenCart, PrestaShop e Magento (Community Edition) são de código aberto e de uso gratuito, embora você possa incorrer em custos de hospedagem e complementos.  

P. Você pode vender produtos em seu site existente usando um CMS de comércio eletrônico? 

Sim, plataformas como o Ecwid oferecem widgets que podem ser facilmente adicionados ao seu site existente, permitindo que você comece a vender produtos online sem criar um novo site do zero.  

P. Qual CMS de comércio eletrônico é melhor para iniciantes com conhecimento técnico limitado?  

Wix eCommerce e Weebly eCommerce são construtores de sites fáceis de usar que integram recursos de comércio eletrônico, tornando-os adequados para iniciantes que desejam criar uma loja online sem amplo conhecimento técnico.  

Serviços de desenvolvimento web

Você está procurando uma empresa de desenvolvimento web confiável? Nossos desenvolvedores web altamente qualificados nos permitem entregar serviços de desenvolvimento web orientados a resultados. Entre em contato com nossa equipe para entender como podemos ajudá-lo a atingir seus objetivos de negócios.



convidado
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x